O amigo do meu irmão (Continuação)



Olá turma, eu sou Don, tenho atualmente 23 anos, 1,77 de altura, 70 kg, olhos ambar, cabelos pretos, sorriso atraente, sou uma mistura de indianos, argentinos, alemães e brasileiros, dizem que sou muito bonito, sou do interior de São Paulo e atualmente resido em Fortaleza-CE e gosto de ter minhas aventuras por ai.

Recente postei meu primeiro conto, e recebi muitas mensagens pedindo para relatar a continuação e o que aconteceu entre mim e o Júnior. Para aqueles que não leram o conto anterior "O amigo do meu irmão (Minha primeira vez)", se faz necessário ler para entender o que irei contar.

Vamos lá então.

Depois daquela noite, louca e excitante com o Aurelio, seguido do comentário de duplo sentido do Junior, minha cabeça estava a mil, tinha tido minha primeira relação com um cara, e o cara era um dos grandes amigos do meu irmão, e talvez o outro amigo do meu irmão tenha visto o que rolou. O que será que ele estava querendo com aquilo, me chantagear? me seduzir?. Passei o restante do domingo sentado e pesando em tudo que tinha rolado... veio pensamentos de culpa, incertezas e medos, mas de uma coisa estava certo... Eu tinha adorado tudo o que tinha acontecido, poderia ate tentar negar, mas bastava eu fechar os olhos que escutava a voz do Aurelio, sentia seu cheiro, sentia o gosto do seu beijo e do seu pau, minha boca salivava, meu pau dava sinal de vida, não havia forças para negar meu desejo e meu prazer em ter dormido com um cara.

Voltamos da casa de veraneio no fim da tarde do domingo e nesse meio tempo tentei ao máximo evitar ficar só com o Junior. Meu voo de retorno a Sampa, estava programado para a quinta-feira a tarde, sendo assim ainda teria 3 dias em Fortaleza, e talvez quem sabe ter um repeteco com o Aurélio.

Na segunda-feira a rotina estava normal, meus pais haviam ido trabalhar e eu ficara em casa de bobeira com meu irmão. Meu irmão saiu pouco depois do almoço para encontrar a turma dele, mas desde cedo notei meu irmão inquieto, na hora do almoço quase não falou nada e ficava o tempo todo olhando para o celular, já tinha recebido umas 5 ligações e isso estava me deixando tenso, será que ele havia descoberto algo? Será que o Filho da mãe do Junior tinha comentado algo...

Umas duas horas depois da saída do meu irmão ele rompe a porta em fúria com o rosto sangrando, a boca e os pulsos machucados, e um ódio mortal nos olhos. Desci as escadas como um raio e perguntei o que havia ocorrido... Um dos amigos do meu irmão que entrara logo em seguida falou que em tinha saído aos socos com o Aurélio. Nessa hora eu fiquei sem chão em minha cabeça ficava pairando "to fudido, o meu irmão descobriu tudo o que rolou comigo e o Aurélio e quebrou o cara ao meio", quando retornei a mim, perguntei o porquê de eles terem saído no tapa, então, o amigo do meu irmão disse "Aquele traidor do Aurélio, pegou a mina do seu irmão, você lembra, não sei se você soube da confusão que teve na casa de veraneio dos seus pais, onde a Jaque namorada do Aurélio terminou com ele por que havia descoberto que ele tinha traído ela, pois bem, foi com a mina do seu irmão e deu no que deu, seu irmão partiu o Aurélio no meio" Senti um mescla de sentimentos nessa hora. Primeiro estava aliviado, por não ser eu o causado do ocorrido, segundo estava com medo pelo Aurélio pois meu irmão é bom de briga, fiquei imaginado o estado que ele deixou o cara, terceiro, estava triste pelo meu irmão, pois sabia que ele era muito afim de guria em questão, e havia sido uma dupla traição, e , apesar do Trasgo que meu irmão era, sei que ele tem um coração do tamanho do mundo.

Fui ao banheiro, peguei um kit de primeiros socorros e fui ajudar meu irmão, ele me abraçou forte e disse que ia ficar tudo bem, que não era para eu ter medo, que ele estava bem, e que o sacana do Aurélio nunca mais ia por os pés em nossa casa.

No dia seguinte meu irmão estava bem melhor, inventou uma desculpa pros meus pais, que acho que não acreditaram muito, mas deixaram passar. Apenas uns 4 amigos vieram ver meu irmão, a turma estava bem divida. Entre os que vieram estava o Junior. Junior era um cara muito bonito, charmoso e com um sorriso avassalador, moreno, 1,78 de altura, corpo e pernas lindas e grossas, cabelo espetado, cara de guri apesar dos seus 19 anos. Ele era filho de um famoso jogador de futebol da época e isso o tornava bem popular, principalmente por ele ter acesso fácil à grana do pai, enquanto a gente mal conseguia sobreviver com o pouco que nossos pais davam e chamavam de "Mesada".

Nesse dia meu irmão não se importou de eu estar junto com ele e seus amigos, mas estava chato, por que o papo rolava sobre os acontecidos da briga, o antes, o depois e sempre falando mal do Aurélio e contando seus podres, e falando que iam isolar ele do grupo, estava de saco cheio, não por causa que eu estava com pena do Aurélio, mas por que ouvir a mesma historia pela decima vez era uma porre. Resolvi então ir para o meu quarto, e quando vou me levantando da sala, o Junior se levanta também e pede algo para comer e beber, falei então "Vá na cozinha rapaz, é capaz de você saber bem melhor onde estão as coisas do que eu” mas ele disse "Deixa de ser prego Don, vamos comigo", então eu fui. Chegando à cozinha e olhou e viu que a galera estava distraída, chegou bem perto de mim e falou "Não me esqueci de você, quero trocar um ideia contigo, antes de você voltar para Sampa", e eu, "Pode falar cara", ele falou, "não aqui, mas sei que você sabe do que se trata", nessa hora meu irmão entra a cozinha e fala, "por que essa demora, seus gays" tem biscoitos, batatas na despensa e refrigerante na geladeira, daqui a pouco meus pais chegam e trazem comida de verdade" e puxou o Junior para sala e eu corri pro quarto. Sabia que eu estava ferrado, o Junior me olhou de um jeito ameaçador. Meus pais chegaram e trouxeram comida para todos, mas estava sem fome e preferi ficar no quarto, quase não preguei o olho pensando no que o Junior queria falar comigo. Induzi que não era coisa boa, pois o olhar que ele me lançou não era o mesmo do tipo que o Aurélio me lançava.

No outro dia me acordei mega tarde pois não havia dormido bem, era um dia antes do meu retorno a Sampa e tinha que ajeitar mala, guardar presentes que havia comprado, essas coisas. Desci para o térreo a procura de pedir ajuda ao meu irmão e lembrei que ele havia me dito que ia passar o dia fora, pois o campeonato de judô estava se aproximando e ele iria treinar pesado. Disse que eu não esperasse ele para comer que ele comia pela academia.

Resolvi comer algo rapido, ligar a TV e assisti bobagem, como estava sozinho em casa fiquei de pijama mesmo, uns 40 min depois a campainha toca, saio para atender, era o Junior, tomei um baita susto, da porta mesmo disse que meu irmão não estava, e ele "Eu sei disso, vim te pedir um favor " A turma ta afim de assistir pornô, mas não tem onde, e como sei que vocês ficam só, pensei em pedir esse favor, sei que seu irmão não vai se importar”. Eu disse que não, que era arriscado e que meu irmão ia se importar sim, pois ele mesmo sabia que ele não me deixava assistir a esse tipo de vídeo com a turma, ai ele respondeu "Se você não contar eu não conto, mas mesmo que não role assistir aqui, posso pelo menos testar para ver se esta ok a gravação, então eu disse "se for somente isso de boa" abri o portão e ele entrou, havia esquecido que estava de pijama, ele virou e disse que "Que bundão hein" e sorriu, eu disse "Vá se danar Junior" mas não pude deixar de sorrir. Eu estava apreensivo, como o que poderia vir, mas como ele não tocou naquele assunto eu estava de boa. Ele foi para a sala de tv testar o vídeo e eu avisei que iria para meu quarto terminar de aprontar a mala, e assim se fez.

Uns 30 minutos depois quando eu estou distraído arrumando a mala, vejo um voz bem perto de mim, era o Junior, perguntei o que ele queria e se tinha dado certo o vídeo, ele disse que sim, mas que queria terminar a conversa de ontem. Meu coração gelou, virei e disse "Não ha nada a falar" e ele respondeu "Vamos deixar de jogo, e mandar a real. Sei o que rolou entre você e o Aurélio no fim de semana, não adianta negar, ninguém me contou, eu vi". Nessa hora só pensei, FUDEU, to ferrado, esse cara vai acabar com minha vida. Falei então " O que você quer cara, não vou negar, já que você viu, mas o que você quer? se for dinheiro eu dou um jeito de conseguir, mas por favor não conta para ninguém, eu vi o jeito que você me olhou e era com um ódio, que tive medo, então só me falar o que tu quer. Quer me bater é isso?" ele então olha para baixo e fala "Nunca quis te fazer medo, você entendeu errado. Você é estupido ou o que? Meu olhar foi por perceber que na conversar notei que você havia ficado preocupado com o estado do Aurélio. Você é cego né, só pode ser... Eu to afim de você cara, a séculos e você nunca me deu uma chance de eu me aproximar, e eu tinha dúvida se você curtia. Quando eu te vi com o Aurélio senti ciúmes, por que ele havia conseguido algo que eu queria, e sempre tenho tudo que quero" Eu virei para ele perplexo, e disse " cara eu não sou um objeto para ser teu, eu nunca tive nada com outro cara, aquela foi a minha primeira vez, e não havia como eu te notar você pensa que geral so gosta de você pelo seu dinheiro, que você virou um merda esnobe"

Ele se levante me pega pelo braço, me olha nos olhos e diz "Eu quero você não por que eu posso ter. Eu quero você pelo simples fato de te querer" E me beija loucamente, no começo eu resisto, mas quando dei por mim estava entregue ao beijo dele... E que beijo, ele me pegava pelo cabelo, passava a mão na minha cintura, descia para minha bunda, acho que esse beijo durou uns 2 minutos ou mais, e quando ele parou, me olhou e disse "Isso é o quanto eu te desejo, mas não vou fazer nada que você não queira, e se você me quer agora, vai ter que dizer e pedir" e fiquei puto, mesmo nessa hora ele não perdia a arrogância e ele notou em meu olhar o que eu estava pensando, mas antes de eu falar qualquer coisa ele disse "Não quero ser arrogante so quero saber se você me deseja" ele me olhava de um jeito que nunca ninguém haviam olhado e não resisti, tai a minha resposta. Beijei ele loucamente, tirei sua camisa e fui beijando seu corpo todo, arranquei seu bermuda de uma única vez e chupei seu pau loucamente, e que pau, tinha uns 19 cm e super grosso, chupei cada parte daquele pau, e ele gemia alto, puxava meu cabelo e fudia minha boca igual a uma buceta, uns 15 min depois o pau dele incha na minha boca e ja sei o que esperar, abro bem a boca e vem a liquido magico, era tanta gala que quase engasgo, mas bebi toda, e a porra dele tinha um gosto bom, melhor do que a do Aurélio. Ele me levante e me beija loucamente diz que foi o melhor boquete da sua vida, e que eu parecia ser profissional "Você é um talento nato na arte de chupar pau", eu apenas sorri satisfeito... e quando eu pensei que acabou, ele me coloca em seu colo e me tira do quarto, eu pergunto "Para onde vamos?" ele responde " Quero te fuder no quarto do teu irmão, e quero te fuder a tarde toda, por que como você vai embora amanha, não sei quando vai ser a próxima vez que irei te ver e te sentir" aquilo me deixou louco, ele me deseja mesmo, como eu fui tolo e não havia percebido isso antes.

Chegamos no quarto do meu irmão, eu digo "Você acha certo fazer isso no quarto do meu irmão" ele diz " O lugar é o que menos importa, o que importa é você e eu. Te prepara por que na cama eu sou um macho insaciável e vou te comer ate deixar você com gosto de quero mais, e sei que você vai querer". Ele me deita na cama, e cai em cima de mim num beijo alucinante e abrasador, fico sem folego tamanha a gana dele, depois me vira de quatro e bate na minha bunda, doeu um pouco, mas eu estava tão entregue que deixei rolar, ele rasga meu pijama e de repete ele pára e não toca mais em mim, quando eu viro para ver o que ele esta fazendo, ele me olha e diz "Cara tu tem um rabo muito delicia, grande, bem redondinho, estava esperando por isso há muito tempo" e cai de boca no meu cú, CARALHO, nunca havia sentido nada como aquilo, ele chupava meu cú com maestria, e eu gemia igual a uma cadela em cio, quando me percebi, comecei a me tremer e ter espasmos, gozei muito sem nem encostar no pau. Ele notou e tirou a boca do meu rabo e disse “Gostou?!” e estava sem forças até para responder, fiz apenas que sim com a cabeça, então ele me vira e fala “Agora você vai sentir teu homem, quero que você olhe nos meus olhos enquanto eu te como, quero ver seu rosto de dor e prazer, ouvir seu gemido enquanto eu enfio meu pau no seu rabo”. Colocou-me na posição de frango assado. Eu fiquei estático, já havia desistido de resistir a muito tempo e estava totalmente entregue a ele e a situação. Ele abre a gaveta do criado mudo do meu irmão, pega gel lubrificante, passa no pau dele e depois passa um pouco no meu cú, e enquanto passa gel no meu cú fica enfiando os dedos em uma cadencia prazerosa, me deixando louco e me fazendo me contorcer, depois sussurra em meio ouvido “Agora você esta pronto. Agora diz aqui pro seu macho, o que quer que eu faça com você”, sem nem pensar duas vezes e já entregue ao delírio pedi para ele meter da melhor maneira que ele sabia, e que eu seria dele” . Ao escutar isso o safado enfia o pau todo de uma vez, eu vejo estrelas de dor, ele então pede calma e diz para eu respirar que o pior já passou e viria a melhor parte e me beija. O beijo dele tem um poder de hipnose e anestesia sobre mim, esqueço ate da dor, e quando vejo ele esta me fudendo tanto, que sinto suas bolas tocar meu rego, eu grito e peço mais, ele estoca cada vez mais forte, ele sabia o que estava fazendo, era um dor alucinante e um prazer fora do comum, meu pau babada muito de tanta excitação, ele me beija, me vira e me põe de quatro e mete mais e mais, puxa meu cabelo e pede para eu rebolar no pau. Eu estava me sentido o puto mais bem serviço do planeta ficamos nessa posição uns 20 min, meu rabo já estava pegado fogo, apesar do prazer não sei quanto tempo mais eu iria resistir, ele tira o pau de dentro de mim, sinto um vazio enorme, me levanta me da um selinho, se deita a cama e pede para eu sentar eu seu pau, e diz que agora eu iria controlar a penetração. Eu devagar me coloco em cima dele e vou encaixando meu rabo em seu pau enorme, para minha surpresa aos poucos meu cú foi engolindo cm por cm do pau do Junior, eu me senti poderoso, e comecei lentamente a cavalgar, o Junior se contorcia, revirava o olhos, em chamava de puto e dizia que eu queria acabar com pau dele. Depois de uns 15min ele me segura forte, me leva ao seu encontro e diz que vai gozar... rapidamente ele dá umas 3 estocadas no meu cú, fica em pé na cama e esporra muito na minha cara, na mesma hora dei umas leves estocadas no meu pau e em menos de 5 segundos gozei , ele sorri para mim e sai em direção ao banheiro, pega um toalha e me entrega para eu enxugar meu rosto, depois delimpo, me sinto exausto e com meu cú dolorido. Ele tira a toalha de mim, me da o sorriso avassalador que ele tem, me da um beijo de língua, depois beija minha testa e diz “ Obrigado pela melhor noite da minha vida, me desculpe se te machuquei, não foi minha intensão, mas você tem um poder sobre mim que me deixar louco, so quero que saibas, que não pretendo contar a ninguém o que rolou aqui, e so mais uma coisa, você é espetacular”, eu sorrio que nem bobo e o beijo. Fomos tomar uma ducha e quando a água cai, meu rabo arde muito, mais uma vez ele pede desculpas e diz que isso é a marca do prazer inesquecível daquela noite e me beija. Voltamos para o meu quarto e ficamos deitados, acabamos dormindo e quando dou por mim já esta quase anoitecendo, acordo o Junior e peço para ele ir para casa, ele se levanta meio que correndo, arruma-se, pois sabe que a qualquer minuto meu irmão pode chegar, ele sai, mas antes de chegar ao hall de entrada me da outro beijo e sai em meio a rua.

Passado uns 15 min meu irmão chega junto com meus pais. Jantamos e volto para o quarto para terminar de ajeitar a mala e dormir, pois iria embora amanha, estava exausto, mas fiquei um bom tempo pensando nessas férias loucas que tive, desde a noite com o Aurélio ate a minha entrega louca de sexo com Junior.

No outro dia ao meio dia meus pais me deixam no aeroporto, mas como de costume não ficaram esperando eu embarcar, já que era costume essa ponte aérea para minha família, fico no aguardo da chamada do voo sentado a entrada da sala de embarque, 20 minutos antes do meu voo sair tenho umas das melhores surpresas, o Junior aparece em minha frente, fiquei sem acreditar e ele diz “ tenho pouco tempo, não sei quando vamos nos ver outra vez, e não iria deixa você ir antes de te dar isso” e me mostrou uma pulseira de prata “ esse é minha pulseira favorita, quero que fique com você para nunca esquecer de mim e por me proporcionar o melhor sexo da minha vida”. Ele levanta-se, me da um abraço e vai embora, mas antes de ir me da aquele sorriso avassalador que até hoje ainda tenho gravado em minha memória. Resolvi então dar algo para ele lembrar, levo ele para o banheiro do aeroporto, nos trancamos em uma cabine e faço o melhor boquete da minha vida, como um presente de recordação, ele fica com medo de sermos pegos mais a adrenalina e o tesão falam mais alto, ele geme baixo e depois de uns 10 minutos goza na minha boca ai eu falo “isso é para você também não esquecer de mim “ dou um selinho nele e saiu correndo para não perder meu voo.

E foi assim turma que aconteceu minha segunda transa com o amigo do meu irmão, tudo que relatei realmente aconteceu. Ate hoje ainda tenho a pulseira do Junior. Pouco tempo depois soube pelo meu irmão que ele havia mudado de cidade, pois seu pai havia sido contratado por outro time de outro estado. Hoje ele está casado e tem uma filha. E tudo ficou apenas em nossas memórias.

Valeu turma, espero que tenham gostado do conto, se sim, comentem , votem e me mandem mensagens que isso me estimula a contar mais aventuras.

Ate mais.
Don


Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.


Comentários


foto perfil usuario anjogabriel

anjogabriel Comentou em 20/07/2018

Eu sei quem é o Junior.. Kkkkk Eu tive uma discussão feia com ele num grupo do whats a uns 4/5 anos atrás grupo gay e ele estava num grupo tbm de Android.

foto perfil usuario putinho1

putinho1 Comentou em 10/07/2018

Que delícia de foda com o júnior.

foto perfil usuario engmen

engmen Comentou em 07/05/2018

Risco, emoção e prazer... uma combinação inebriante neste seu ótimo conto, Votado.

foto perfil usuario pmsafadu

pmsafadu Comentou em 19/09/2016

Don, sem palavras....você é bom em tudo o que faz...até escrever!!!! Deixa-nos muito loucos com seus contos...vou ler e reler e reler e reler...muito bom mesmo...parabéns seu delicioso...abraço do PMSAFADU...

foto perfil usuario coroaaventura

coroaaventura Comentou em 14/12/2015

Mestre Don, parabéns. Você é a prova viava de algo muito importante: sexo entre homens é muito gostoso. Continue, amor. A fazer sexo pelo seu desejo natural. E a lará-los.

foto perfil usuario adoro mamar

adoro mamar Comentou em 19/09/2015

Gostei muito desse conto, sobretudo o sentimento que transpareceu entre vcs dois.Não importa o tempo, mas a intensidade que foi vivido!!! Parabéns e mais contos kkk

foto perfil usuario jeovanerosa

jeovanerosa Comentou em 18/09/2015

Um conto simples mais muito gostoso de ser lido, se puder poste mais

foto perfil usuario hugowendel

hugowendel Comentou em 17/09/2015

Cara que conto lindo! você me lembra eu mesmo! fico feliz por você ter curtido tão bem! abraços!

foto perfil usuario alagoanonovinho

alagoanonovinho Comentou em 16/09/2015

Parabéns, você escreve muito bem, adorei seu conto

foto perfil usuario hersu

hersu Comentou em 16/09/2015

Que delicia de conto, parabens... tesão

foto perfil usuario gabrielzammar

gabrielzammar Comentou em 16/09/2015

Minha nossa garoto, vc escreve muito bem, conta mais por favor ??

foto perfil usuario guiglover

guiglover Comentou em 16/09/2015

Olá Don, gostei demais dessa continuação de sua história. Posta uma foto sua só de cueca na frente do espelho pra gente ver essa sua tão famosa bundinha. Beijos e abraços de urso.

foto perfil usuario carlaioba

carlaioba Comentou em 15/09/2015

Puxa que pena! Estava torcendo por vocês dois!




Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


70490 - O amigo do meu irmão (Minha primeira vez) - Categoria: Gays - Votos: 100
70982 - O advogado gato do ônibus. - Categoria: Gays - Votos: 51
72187 - Foda com o taxista Francês. - Categoria: Gays - Votos: 21
72953 - O técnico não consertou apenas meu pc. - Categoria: Gays - Votos: 45

Ficha do conto

Foto Perfil donsnaider
donsnaider

Nome do conto:
O amigo do meu irmão (Continuação)

Codigo do conto:
70829

Categoria:
Gays

Data da Publicação:
14/09/2015

Quant.de Votos:
59

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


erguas com gozoconto com entregador da farmáciachupadora da advogada, todas as tardes lhe chupa o greloutimoscontoscontos eroticos de mae lesbicas esfregando a xoxota na filhaconto gay empurrando rola no meu sobrinhocontos com fotoscfm casadasconto erotico troca troca com filhasvi pai pelado pinto dele e muitograndee ecomeu eucontos empregadascolado conto heteroxoxota vrtmelha melada contosquadrinho porno justa causacontos erótico gay fetiche ppr meiAscontos eroticos minha calçola fez meu filho me comeconto chupei engoli nao sujar o vestidoContos e foTos de calcinhas gozadas meladas mae filho filhaconto erotico surpriendendo a sogra bebadaPorno incesto fodendo a força irma conto real erotico angolanocontactpromo.ru contosbarbara conto eroticodando no exercito conto gay 2017minha mae com meu amigo quadradinho eroticoentiadacontoeroticoContos Eróticos Seduzindo ovovô na piscinacontos genro roludo pegando sogra a noite de camisola na feebre do sogroconto moreno novinho heterocontos eroticos climax daputinha dando pros amigosConto erotico de ménina 12 mostrando a bucetinhaexxvidio do vovo com a netaChupei a buceta da minha sogra çontodei ocu para o meu padrinhocontos buceta da primaPorno contos familhas incestuosas boquinas e maozinhas das suas meninas delicia dos paiscontos papai passando bronzeador em mimfiquei com as pernas abertas enquanto ele me comia/contobote tu mulher pro comedor é muito eroticoalexandre pato gay mijandosou casada e fui fudida por tres dias seguintes contostia rápuda dar pro sobrinho porno incestosogro japa pega anora japa aforcça xvidioscontos eróticos professor sendo enrabado e gostandonegao pega a mulher a forca ela nao aguada e mija pornoContos eroticos malvados da escola que incomodavam meu filhofui forçada c eroticoSwing curitibanos pornosensacao de garganta crescendo quando engolexvideos dormiueu conto peguei o meu cunhado cheirando a minha calcinhaconto erotico em quadrinho sexo Mt gostosoeu conto chantagem do meu irmão para mim comerConto eroticos de carnaval 2017 dando o cu na foliamae no hotel com o filho qadrinho pornofiz tatuagem na buceta e mostrei po meu filhomeu primo me ensino a fude contosconto tia sem vergonha no banhocasados contos incesto mae dopadacontos eroticos com tios e sobrinhas safadas e putaconto erotico/ganhei uma chupeta da vizinha espanholamundo erótico o peludo me pegou e fudeu meu raboContos de incesto mãe peituda obriga filho pauzudo a fodela com fotocontos de incestos e surubas entre irmaoscontos gays com negao militar de 25 cmdei o cu p meu filho contoContos eróticos: Briga com o amigo rabudofiljo transando com maé mos quadradinhos do hentaycontos eroticos sou mulher e transei com minha sograconto incerto o dia em que peguei minha própria mãe transando com meu filhothiagoonoivoconto erotico peguei o marido dairmaconto erotico marido dormiucontos eroticos adoro ser enrrabadao negrão rasgou meu cuzinho até sangrar contosconto cornoabccontos eróticos de pai e filha e filho com a mãecontos eroticos velhinhos taradosConto feliz por engravidar a sobrinhacorno de caminhoneiro contosm7nha irmã vadia contoveroticocontos chuva douradaporno gozo um litro de porra na cara da sograporno real colociu a enteada neguinha pra chupar em casaquadrinhos GTa,eroticosogra gostosa metendovcom o genrominha mulher bebada comida por um molequecosta [email protected] hotmail.fredinara chupa ate gosahestoria erotica casada 5dias de muita putaria com a turma do trabalhopornocontoincestos