Historia detalhada destinada a mulheres



Historia detalhada destinada a mulheres

Meu nome é Ygor, vou descrever uma estória muito interessante para as verdadeiras mulheres safadas, quero que leiam até o final e pensem nas possibilidades do sexo, pensem que ser safada e putinha é uma coisa normal e não pode ser reprimido, por este motivo estou escrevendo.
Estava querendo realizar minhas fantasias e as de uma parceira, realizar fantasias da minha parceira também é uma fantasia minha, mas com uma conhecida seria complicado. Gostaria mesmo de eu ser uma outra pessoa, ou esta pessoa seria eu realmente? e minha parceira também criasse sua personagem, seria um relacionamento real mas os dois não representariam os personagens que devemos parecer para nossos pais amigos e para a sociedade, os nomes seriam falsos com o consentimento de ambos e maiores informações como telefone, endereço seria ignorado, a comunicação seria apenas pela internet, viveríamos realmente nossos personagens.
Coloquei uma história minha nos contos eróticos e no final minha proposta. Em poucos dias algumas mulheres me responderam, muitas interessadas na minha proposta.
Uma me chamou a atenção era uma mulher casada, pelo modo como se descreveu deveria ser muito bonita, falava que seu relacionamento com o marido era bom, mas necessitava de experiências mais excitantes e novas para ela, seu marido foi também seu primeiro homem. O que mais me surpreendeu foi o modo de como entrou na fantasia, já tinha escolhido seu nome, karem, e colocou uma situação muito interessante nós poderíamos além de realizar nossas fantasias, manter um relacionamento de cumplicidade onde contaremos nossos maiores segredos sem comprometer ninguém pois não saberíamos nem nossos nomes.
Ela me mandou sua foto era realmente muito bonita, então combinamos de nos encontrar em um lugar onde poderíamos nos ver mas nem tocar e nem se falar. Combinamos em uma estação do metrô do Rio onde ela estaria de um lado da plataforma e eu do outro em um determinado lugar e com determinadas roupas, a idéia era de um aprovar o corpo do outro depois combinarmos nossa primeira fantasia.
Na hora marcada nós estávamos nos nossos lugares, ela estava muito provocante e percebi que não era apenas eu que olhava, outros homens também reparavam que era uma mulher linda, era baixinha com uma bundinha empinada coxas grossas, peitinhos não muito grandes nem muito pequenos, mas a cara de safada era o que mais me deixou com tesão. Ficamos nos olhando e ela desfilando, rebolando e mostrando sua bunda deliciosa, o trem do lado dela chegou então foi embora, ainda pude ver sua carinha de safada com o dedo na boca me olhando enquanto o trem andava.
Logo que cheguei no trabalho tive que correr para o banheiro me masturbar e quando entrei em casa fui direto para o computador ver minha caixa postal. Ela deve ter gostado, sou branco, 1,82, 76kg, gosto de malhar e praticar esportes e sou bonito, as mulheres gostam. Tinha uma mensagem da minha puta falando que não via a hora de conhecer o que tinha dentro da minha causa, tenho 18cm.
Combinamos que ela seria uma verdadeira puta, como ela e eu não poderíamos nos expor aqui no Rio ela me encontraria com roupas normais e se trocaria em um banheiro de Copacabana.
Chegando na estação Arcoverde encontrei com Karem, ela estava linda com roupas discretas mas muito sensual, fomos a um bar conversar um pouco. A conversa estava muito agradável até o papo caminhar para o sexo pude perceber que estava diante de uma verdadeira puta a puta que sonhei. Como não tinha ninguém conhecido por perto Karem pediu licença para ir ao banheiro, depois de um tempo o bar parou para olhar uma loira toda maquiada com um salto enorme e saia curtíssima, foi se aproximando da minha mesa e percebi que era Karem, a vontade que tive era jogar minha puta em cima da mesa levantar sua saia e comer aquela bunda na frente de todos, ela sentou ao meu lado abriu minha mão e colocou sua calcinha minúscula pedindo para pagar logo a conta.
Me deu a mão e fomos embora com destino, a Av. Atlântica ponto de prostituição do Rio, passeamos um pouco, ela rebolando como uma vagabunda e eu passando a mão em sua bunda acompanhados de olhares do público de Copa. Chamei um taxi e pedi para levar ao motel onde as prostitutas freqüentam, dentro do carro pude constatar como sua buceta estava completamente molhada, o senhor do taxi não parava de olhar pelo espelho retrovisor a sacanagem que rolava, resolvi dar um presentinho, coloquei o os peitos da minha puta para fora o motorista quase bateu com o carro.
Ao chegar no Motel, saímos do taxi me encaminhei para a recepção pedi um quarto e neste meio tempo o cara da portaria olhava de rabo de olho para Karem (achava que era mais uma puta de copa, mas uma puta maravilhosa), resolvi provocar; – linda esta puta, não é? – é muito gostosa – o que gostou mais? Amor de uma voltinha para o moço (pude ver que Karem estava adorando) – gostei mais da bundinha se me permite falar – não só permito o elogio como vou mandar ela colocar esta calcinha na sua frente para que possa ver melhor – chegue mais para o canto.
Entreguei a calcinha que Karem tinha me dado no bar, ela aproveito que mais ninguém estava vento levantou a saia, abaixou empinando a sua bundinha, neste instante pude reparar como estava molhada sua buceta e como estava gostando, foi colocando a calcinha lentamente e depois ainda deu uma reboladinha para terminar, o cara ainda pediu para passar a mão mas eu não permiti peguei a chave e fui guiando minha putinha com a mão em seu rabinho para o quarto.

Chegando no quarto, mandei que minha puta ficasse em pé e eu fui sentar em uma poltrona no canto do quarto, fiquei apreciando aquele corpo que agora era meu, então comecei a dar as ordens:
– vire bem devagar e chegue mais perto (do jeito que empinava a bunda dava para ver uma parte da poupa, eu estava explodindo de tesão), agora levante lentamente sua saia (seu suco vaginal chegava a escorrer pela perna então passei o dedo molhei e provei o gosto maravilhoso daquela buceta deslumbrante), deite com a bunda para cima no meu colo, quero dar uns tapinhas e ver esta bunda rosadinha (enguanto batia ela gemia desesperadamente), deite na cama e mostre todo seu corpo depois vou avaliar com minhas próprias mãos.
Ela ficou de prente para mim foi tirando sua roupa lentamente e mostrando seu corpo escultural, começando de cima, seus seios até chegar na buceta onde ela tentava mostrar cada pedaço tanto da buceta quanto do cuzinho mas eu queria ver melhor, me aproximei da cama e toquei em cada parte do seu corpo dando muita atenção a cada curva. Quando toquei sua buceta ela começou a gozar, delirei fazendo de tudo naquela buceta, chupei seu grelinho coloquei meu dedo na sua grutinha lambi cada pedaço e quando cheguei na sua bundinha foi o mesmo ritual:
– Continue de quatro, quero que coloque a camisinha com a boca.
Ela se lambusava toda com meu pau, depois de colocar a camisinha falei para não se mexer (eu estava com tanto tesão que poderia gozar logo) fui passando minha pica em sua buceta encharcada, então comecei a colocar devagar, ela tentou se mexer mas eu dei um tapa na sua bunda e falei:
– Fica quieta sua puta!!!
Ela estava enloquecida de tesão, então comecei a acelerar e ela a gritar de tesão, rebolando enquanto eu puxava seu cabelo, estava montado como se faz com uma égua:
– Agora eu vou deitar e quero que você coloque os dedos na sua buceta, molhe seu cuzinho e sente no meu pau bem devagar, quero ficar apreciando sua cara de puta.
Ela fez sem pensar duas vezes, foi lindo ver minha pica sumindo dentro daquele cuzinho apertado e principalmente apreciar sua cara de tesão e dor, quando entrou tudo a cara de dor já não existia mais e Karem começou a cavalgar como louca pedindo para dar tapas em seu lindo rosto e chamar de puta. Quando falei que iria gozar minha puta saiu de cima, tirou a camisinha e bebeu cada gota do meu semem.
Uma transa inesquecível que deu início a uma amizade muito sacana e gostosa, sem contar nas outras transas maravilhosas.
Antes de terminar o texto tenho que contar a brincadeira deliciosa que aconteceu antes de ir embora do motel. Eu perguntei a Karem se queria dar o presente para aquele homem da portaria, ela na mesma hora falou que adoraria deixar aquele homem passar a mão em sua bunda. Quando chegamos na portaria ele não parou um minuto de olhar para Karem ele estava acompanhado do faxineiro do motel, cheguei perto deles e perguntei se ele não queria tirar a calsinha da putinha e me dar:
– Karem vire para o senhor tirar sua calsinha.
Ela virou e o cara sem acreditar passou a mão em sua bunda, em sua buceta e começou a puchar para baixo sua calsinha, depois ainda pediu para passar mais um pouco, pude ver a cara de felicidade de Karem então deixei e ainda falei para o faxineiro para experimentar um pouco…

Apesar de minha descrição ser real, sou realmente bonito, a estória não é pelo menos por enquanto. Estou esperando seu mail para realizar esta ou outra fantasia, não quero fazer loucura com qualquer pessoa quero que primeiro tenha um contato virtual muito bom e cinsero para depois aventurarmos na fantasia.
Se você realmente gostou, é casada e quer outras aventuras ou é solteira e tem muito tesão, vamos tentar esta amizade não espere o tempo passar para aproveitar melhor o sexo…. Se gostou vote no meu conto

Faca o seu login para poder votar neste conto.


Faca o seu login para poder recomendar esse conto para seus amigos.


Faca o seu login para adicionar esse conto como seu favorito.





Atenção! Faca o seu login para poder comentar este conto.


Contos enviados pelo mesmo autor


Ficha do conto

Foto Perfil Conto Erotico ygor

Nome do conto:
Historia detalhada destinada a mulheres

Codigo do conto:
1292

Categoria:
Heterosexual

Data da Publicação:
19/05/2003

Quant.de Votos:
1

Quant.de Fotos:
0


Online porn video at mobile phone


contos com fotoscfm casadasoh familia novos contosconto erotico de cornoconto erotico grindrcontos eroticos de orgia com negros com fotosConto erotico a visita da sobrinhapadre-nao-e-homem-1-temporada-contos-eroticoscontos meu primo tiro minha virgindadeconto gay virei amante do meu padrastohq porno dos simpsonsconto erotico gay espiando banheirocontos incesto narado a reconpensa do meu filhoquadrinhos eroticos oh familiaContis eroticos escrava do vizinho roludopai e filho gays sexo desenhoscontos louco por cunhada rabuda casada "evangelica"contos eroticos fui fodida feito vadia puta e chingada de vadia pel meu primo e tiome deliciando nas picas dos meus ermaoshentaicontoeroticosnegao conto erotico pedreiroconto erotico gay minha vizinha prostituio o filhoconto erotico.comendo abuceta virgemcontos com fotos de pauzudosconto erotico novinho vizinhocontos eróticos de gay fui dormir na casa do meu amigo de colégiosexo erótico em quadrinhos vizinhosconto erotico .com negao pauzudo/casada e carentewww.minhanoraputaO pedreiro me estuprou contoscontos erotico velha estrupri meu sobrinhoconto erotico exibindocontos eroticospeguei minha sogra de saia justa e fode elaver x vedeos fudendo cu da sobrenhamolhei a calcinha contos eroticosporno quadrinho engraçadoxvideos corno chupado fltcontos eroticos anal com familiares com fotoContos erotico travesti ta me comendopriminha gostosa o negao comedor de cu quadrinhosCorno manso conto eroticoporno em quadrinho traicaoMe insinuei para meu genro da rola grande contos femininomadrinha ajuda filhado a gosar contoscontos eroticos fudendo com uma travestiporra.do traveco na boca conto eroticpboceta. vibrado grande. alagadacontos erótico com mendigacontos com fotos cfm casais com dotadosencoxando a costureira gorda de vestidocontos eroticos provocando o meu paiskatista porno numero do zappegou a mendinga deu banho nela depois comeu o cu dla gozando dentrocontos eroticos um negao tirou minha virgindade e fiquei gravidacontos eróticos me vez chantagem meu amigo me comeucontos fiquei bebada e meu frouxocontos o amigo do meu marido me arromba todo diaconto erótico bebado[email protected]contos eroticos me comerao quando.eu era novinhacontactpromo.ru contosultimos contos sadosexo abilidade com as mãosconto erotico vou te arrombar vadiaconto erótico no banho submissãohentai hq engravidandocoto erotico pai ve filha trocano ropacontos gay roludo destruiu meu intestinocontos com fotos não resistir a picona do meu genrinho e virei amante dele novinhos punheteiro contos eróticos picantecontos erticos comendo a rabada da minha tiacontos eróticos grátis comi meu sobrinho gay virgemxvideo com crete gozádo várias vezescumendo o cu pretinho da comadrexvideos.com mulheres rabudas fraquejam no pauconto erotco vi o genecologista lamber minha filhinhaentregadores de pizza sadomazoquistas xvideocontos eroticos vovo